Filme: The Stanford Prision Experiment


Nota:

Em 1971 o professor/doutor Philip Zimbardo (Billy Crudup) iniciou seu estudo no Departamento de Psicologia de Stanford. Vinte e quatro alunos aceitaram participar do experimento por 15 dólares/dia, metade deles fariam o papel de guardas e a outra de prisioneiros. Zimbardo e sua equipe construíram uma prisão subterrânea com 3 selas e um "quartinho do castigo". Antes do experimento começar os estudantes selecionados para serem os guardas foram instruídos sobre como agir com os prisioneiros, buscando sempre manter a ordem, porém sem violência.

Não demorou muito para a situação sair do controle, os presos não estavam levando a sério os testes então os guardas buscaram outras alternativas, várias vezes eles obrigavam os prisioneiros a fazerem flexões, polichinelo, repetir o nº de seus uniformes até esquecerem seus nomes e pouco a pouco perderem a identidade.

Baseado em fatos reais, o filme mostra um teste cruel que manipulou a mente dos garotos, traumatizando-os. O experimento teoricamente duraria duas semanas, mas tiveram que interromper em apenas 6 dias. Em menos de uma semana os guardas quebraram uma das leis impostas: sem agressão física, eles abusaram fisicamente e psicologicamente dos prisioneiros, fazendo-os passar por situações humilhantes e desumanas. 


O mais chocante é saber que eram apenas estudantes, nenhum deles tinha algum transtorno, eram pessoas normais que não tinham histórico de violência, o que nos faz refletir: será que todos temos indícios psicopatas bastando apenas uma oportunidade para tudo isso vir a tona?

O filme não destoa do documentário, tornando-se fiel aos fatos. As cenas claustrofóbicas e as cores em tom pastel deixa o espectador com o desejo de sair daquela situação, assim como os presos. Os atores conseguem transmitir a sensação de impotência e falta de controle em suas vidas. 

A atuação que merece ser destacada é a do Ezra Miller, que representou o mais rebelde dos prisioneiros. Ezra mostrou seu potencial em As vantagens de ser invisível e em Precisamos falar sobre Kevin, e nesse filme não seria diferente: Miller arrasa na atuação! (Já virou um dos meus queridinhos de Hollywood).

Se você está interessado no filme recomendo assistir o documentário antes para entender melhor a obra do diretor Kyle Patrick Alvarez. O documentário está disponível legendado no You tube.



Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Nossa esse filme parecer ser realmente bem pesado e reflexivo. Fiquei muito interessada não somente pelo roteiro e sim para observar os comportamentos, pois como sou estudante de direito é interessante ver alguns experimentos na "prática".

    ResponderExcluir
  2. Esse é aquele tipo de filme que a gente sabe que vai passar um imenso conhecimento. Fiquei perplexa com a historia triste do filme e como ele se desenrola. O que era pra ser apenas experimento vira um verdadeiro horror.

    ResponderExcluir
  3. CARACA. Eu fui até o final para entender essa coisa de baseado em fatos reais. Que louco. Eu sempre digo que todos somos passíveis de sofrer algo que nos leve a agir dessa forma, e acho que esse filme prova esse ponto de vista. =O Caramba, estou bem impressionada!

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Não é meu tipo de filme, mas caramba se essa premissa não me impressionou Oo
    Que tenso!
    Não sei se teria muita vontade de ver porque é bem triste pensar numa coisa assim acontecendo, viu...
    Mas fica a dica.

    ResponderExcluir
  6. Uau, Mylla! Adorei a dica de filme de hoje. Este, em especial, por abordar com grande clareza e fatos reais uma tamanha brutalidade e crueldade com jovens comuns, me chamou atenção e procurarei para assistir assim que possível.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mylla.
    Adoro esse tipo de filme no estilo documentário, então fiquei bastante interessado pelo filme. Ademais, adoro filmes e livres que fazem esse tipo de análise sobre a natureza humana.
    Quero assistir ao trabalho para tirar minhas conclusões.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  8. Sou estudante de psicologia e não conhecia esse filme, e fiquei super interessada, principalmente pela estória ser baseada em fatos reais. Até hoje vemos casos de teste desumanos, o Brasil mesmo ainda vive essa realidade, isso que acontece no filme e mais real do que imaginamos, e nos futuros psicólogos, e os psicólogos que já formados estamos juntos tentando mudar essa situação, esse filme vai para minha lista pois quero muito assistir.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não conhecia esse filme, mas fiquei chocada por ele ser baseado em fatos reais. E deve ser um filme para se parar e pensar, já que eles eram apenas estudantes sem nenhum distúrbio e olhe o que aconteceu!
    Fiquei bastante interessada e com certeza vou assistir!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Oi Mylla!
    Eu não conhecia esse filme, acho que é pelo fato dele parecer bem antigo. Nunca imaginaria que um filme desses é baseados em fatos reis. Apesar de o filme ser bem interessante acho que ele meio pesado para o meu gosto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mylla! Tudo bem? A premissa do filme é até legal, mas não sei se o assistiria... Mas enfim, também curto muito o Ezra Miller e gostaria de vê-lo arrasando no longa! *--*

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nossa, não sei se assistiria porque parece ser muito forte e sei lá, não sou chegada a filmes fortes assim!
    Mas ao mesmo tempo parece ser bom, quem sabe uma hora dou uma chance pra ele...
    Ótima resenha!
    Beeeeeijos <3
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir
  13. Oi Mylla.
    Eu amei a resenha e a premissa do filme é muito interessante, gosto muito de assistir filmes que são baseados em fatos reais, a não ser quando são de terror.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  14. É nessas horas que frases como "quer conhecer uma pessoas de verdade, de dinheiro e poder pra ela" se provam verdadeiras e crueldade desse tipo de mostram o quanto as pessoas podem ser mas. Ótima resenha, mas sério eu acho que não teria coragem de assistir parece muito forte e o fato de ser baseado em fatos reais complicam um poquinho as coisas.
    XxLas

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse filme. Parece ser bem forte. Assisti a vários filmes nessa temática, pra fazer uma lista. Mas não ouvi falar desse. Obrigado pela resenha!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá,adorei a resenha,ótima dica de filme,estou super curiosa para assistir,vou assistir o documentário e o filme,boa tarde.

    ResponderExcluir
  17. Wool! Esse filme parece ser de prender a respiração!
    Gosto de filmes que me fazem refletir nesses conflitos e acabo de por esse na lista!
    Obrigada pela resenha!

    ResponderExcluir
  18. Wool! Esse filme parece ser de prender a respiração!
    Gosto de filmes que me fazem refletir nesses conflitos e acabo de por esse na lista!
    Obrigada pela resenha!

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Ainda não conhecia esse filme, mas com certeza e interessante ainda mais sendo baseado em fatos reais, parece ser um filme bem forte e com um tem que causa grande reflexão, mas não é o tipo de filme que gosto de assistir !!

    ResponderExcluir