Resenha: Cinder

Título: Cinder
Autora: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Nota:                                            Onde comprar: LINK
Minha opinião sobre o livro:

Baseado na história infantil: Cinderela, Cinder é bem diferente do conto original, é...surpreendente. Aqui a Cinderela não é totalmente humana, ela é um ciborgue e na sociedade onde vive os ciborgues são considerados propriedade dos humanos. Outra diferença do livro é que o pai de Cinderela (ops, Cinder!) é na verdade o padrasto que acaba pegando letuminose, uma doença pandêmica que basta alguns dias para causar a morte.

Cinder é culpada pela madrasta por expor a doença para o seu padrasto e trazer problemas para toda família. Claro que nesta história não podia faltar a madrasta má; Melissa Meyer criou uma vilã tão víbora que seja a ser pior do que a madrasta dos irmãos Grimm. Ela e sua filha mais velha chamada Pearl fazem a vida de Cinder um inferno! A maltratam, fazem ela trabalhar como uma escrava e outras atrocidades. A única pessoa com quem Cinder se preocupa é Peony, a sua irmãzinha mais nova que é a única que a ciborgue mecânica tem uma boa relação na casa. Peony é uma típica adolescente de catorze anos que sonha em dançar com o príncipe Kai no baile. Assim como nos contos de fadas tem que ter um príncipe maravilhoso que faz com que as garotas babem por ele.

Cinder foi um livro surpreendente para mim porque eu não esperava que a história fosse tão boa assim. Melissa Meyer pegou um conto infantil e o transformou em uma distopia YA, sem exagerar no romance. Ela soube mesclar cenas de ação, distópicas e românticas sem cansar o leitor; pelo contrário, você fica angustiado para saber o que vai acontecer em seguida, como a autora vai desenrolar a história.

                                                   
Tive vontade de bater na protagonista em alguns momentos, não por ela ser ingênua e sim por ela aceitar facilmente as chantagens e ameças de sua madrasta e por se permitir acreditar nas baboseiras de sua madrasta.

O que me angustiou foi que o livro não tem final. A autora deixa um gancho enorme para a continuação: Scarlett. Espero que o próximo volume seja tão bom quanto o primeiro.



Não posso deixar de comentar sobre a capa que é linda de mais e a diagramação está de parabéns!

Comente com o Facebook:

15 comentários:

  1. No começo da resenha eu pensei: han?
    Mas depois a história me conquistou pelo que você falou abaixo e deixou o gostinho de querer ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cinder é bom de mais, acho que você vai gostar ;D

      Excluir
  2. Que legal kkk eu não conhecia , uma distopia em ? Amoo rsrs , gosto muito da estória da Cinderela , e acho que esse livro se eu ler irei gostar bastante . Adorei sua resenha rsrs

    ResponderExcluir
  3. Oi Mylla!!!
    Quero poder ler esse livro, mas como estou correndo de séries e trilogia, creio que vai demorar mais pra eu enfim, tê-lo em minhas mãos! rsrsrsrrsrsrs
    Mas adorei sua resenha, concordo com vc, a capa é divina!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De certa forma livros que tem continuação irritam um pouco porque temos que esperar pela continuação, rsrs, mas dê uma chance a Cinder.

      Excluir
  4. Olá! Já tinha visto essa capa em alguns blogs mas ainda não conhecia o enredo e me interessou bastante! Adoro releituras de contos clássicos e distopias e este livro parece fazer a combinação perfeita! Achei muito inovador o livro conter ciborgues, nunca li nada assim e fiquei curiosa para conhecer melhor e acompanhar o desenrolar da estória.
    Achei uma pena personagem ter deixado você com raiva, mas uma pena maior ainda o livro possuir continuação que ainda não foi lançada rsrs
    Pretendo ler Cinder e espero que a continuação saia logo! :)
    beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou entrar em contato com a editora e perguntar quando vai lançar Scarlet, porque eu quero ler logo o livro! Ò_Ó

      Excluir
  5. Esse livro entrou para a minha lista de desejados desde que o vi pela primeira vez, pois eu adoro contos de fadas, Cinder já me parecia incrível agora eu tenho certeza, e a autora é muito boa e maléfica né, conseguiu criar uma madrasta mais malvada que a dos irmãos Grimm, espero ler em breve e uma coisa que eu fiquei curiosa, a Cinder vai conhecer o príncipe né? Realmente a capa é linda, espero que não demore para sair a continuação.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Meio estranho ela ter uma madrasta e um padrasto, a coitada é praticamente órfã. Eu não consigo imaginar como a história se desenrola, mas parece ser bastante interessante. Ainda não li nenhum livro em que o personagem fosse um ciborgue, mas acredito que vou gostar bastante. Embora eu vá esperar que todos os livros sejam lançados para poder ler o primeiro. Por que senão fico angustiada esperando o lançamento. hahaha

    ResponderExcluir
  7. Oi! A capa é linda mesmo e quem olha sem mt atenção nem percebe que poderia ter a ver com a Cinderela. Nunca li um livro com ciborgues.

    abraços,
    Luciana

    ResponderExcluir
  8. Acho que deveria ter um top five de mocinhas que merecem um tapa viu, são boas demais, ingênuas até o pescoço...kk Pelo visto não é só a Cinder, aceitar as acusações da madrasta tão facilmente não é fácil pra nós leitores. KKkk

    ResponderExcluir
  9. Oi Mylla,
    tudo bem?
    Concordo com você, que capas lindas!!!!!! E que criatividade. Acho que virou moda agora reinventar os clássicos, mas esse, definitivamente, foi muito mais além. Adorei!!!!!!! já coloquei na minha lista.
    Beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir